Páginas

21 maio 2014

Aleluia Sr. Presidente


  Na tertúlia de ontem o presidente António Silva Campos revelou a atitude certa acerca do tema dos bilhetes.

  Não consigo aqui transcrever na íntegra o que disse o presidente, mas fica no ar a ideia de que "hoje teria feito diferente", de que vai "até às últimas circunstâncias, doa a quem doer", volta a falar de "oportunistas", mas dias depois acaba por reconhecer "algumas injustiças".

  O presidente falou também em sócios que estão identificados e que serão contactados para esclarecerem as críticas que fizeram. O presidente pede provas, eu prefiro pensar no assunto como um pedido de ajuda e não uma ameaça.

   Ainda subjacente a este tema parece estar uma possível não recandidatura no futuro. O presidente diz-se "magoado", mas eu tenho a certeza que com esta atitude no inicio não se teria dito metade do que se disse sobre a direcção e muito poucos ou ninguém pediria a sua demissão. O próprio falou que considera um desabafo os protestos dos adeptos em relação jogos em casa compreendendo a sua frustração e é assim que também tem que encarar a questão dos bilhetes (no fundo traduzem o descontentamento dos sócios em relação às políticas sociais) Ninguém critica os resultados desportivos do Clube, ou sequer os financeiros. O que todos pedem e a meu ver com razão é resultados sociológicos. 

  Há adeptos a entrar para sócios, eu, por exemplo, já tenho um reforço para a próxima época, mas também há muita gente cansada de andar atrás de um Rio Ave que de volta em meia lá nos manda uma patada. Há que colocar mais Rioavismo no Clube e penso que uma Comissão de Conselheiros de várias faixas etárias e várias realidades sociais só traria benefícios ao Clube. Temos que chamar novos, mas também temos que manter os antigos. Antigas glórias do Clube são importantes para perguntar aos antigos porque saíram e fazê-los recordar bons tempos



  Em outros temas, ASC explanou a categoria que tem para ser presidente de algo. 
  O nosso presidente pensa o presente, projecta o futuro e sempre com transições sólidas e seguras, uma coisa fantástica de se ouvir:

- enquanto for presidente o clube não se vai endividar (já conhecíamos, mas é sempre uma óptima noticia)

- vão iniciar-se as obras para novo relvado de apoio (crescimento em acção)

- aposta na formação é para manter; ter jovens vilacondenses no plantel é sinal que vale a pena estar no clube (futuro a longo prazo bem pensado)

- não queremos repetir más experiências de outros clubes portugueses que participaram nas competições europeias (mostra atenção)

- não vamos assumir já que queremos chegar à Liga Europa, mas vamos ser ambiciosos (o que vier é bem vindo) quer o Rio Ave nos 8 primeiros lugares (bem dito até porque nos podem sair nos play-off adversários como FC Iternazionale Milano ou Tottenham Hotspur)

- o esforço financeiro feito para esta época não pode ser repetido (sempre com cabecinha)

2 comentários:

Anónimo disse...

O ASC QUE CHAME OS PRESIDENTES DE JUNTA E LHES PERGUNTE A QUEM DERAM OS BILHETES!

PODE COMEÇAR POR AI!

E APROVEITE E FAÇA COMO FEZ HA UM ÊS ATRÁS, E LHE DÊ DE COMER NO NOSSO ESTÁDIO!

COMECE PELOS SENHORES PRESIDENTES DE JUNTA SENHOR ASC!

PORQUE AQUELES QUE SÃO RIOAVISTAS, VOCÊ CALCA-OS E AQUELES QUE É SORRISOS E PALMADINHAS NAS COSTAS É QUE MERECEM RESPEITO E ATENÇÃO...E POR AQUI ME FICO

Anónimo disse...

Este anónimo disse uma grande verdade!
É verdade que o Rio Ave errou na distribuição de bilhetes mas as "Grandes Fatias" para onde foram? Como conseguiram essas "fatias"?
Como é que as Casas do Benfica do Norte conseguiram bilhetes? O ASC que investigue isto porque se for só olhar para os sócios está a olhar a "fatias sem importância"...