Páginas

10 dezembro 2018

Vitória SC 3 - 2 Rio Ave - A vitória decidida no banco

  Quem diria que a entrada daquele que é apontado por muitos especialistas como o melhor elemento da equipa não traria qualquer efeito positivo.
  Por sua vez, a equipa que retirou um dos seus médios mais ofensivos acabou por levar a vitória?
  5 Golos! Um jogo à positivo com emoção até ao fim, capaz de vender o bom futebol, este de espectáculo, que há em Portugal. Infelizmente a fava saiu ao Rio Ave.
  Numa arbitragem QB os penaltis (todos infantis, e foram 3) foram bem assinalados e há de facto um toque do calcanhar de Diego na biqueira do adversário, quando este ainda tem o pé no ar (não há pisão, más há uma entrada mais ríspida e com contacto - intensidade? - o árbitro viu mal, pela justificação que deu mas fica o benefício da dúvida). Do lado negativo há as 5 faltas de Wakaso, as 4 Tozé e as 3 de André que não valeram qualquer amarelo (salvo o agarrão extensivo deste último jogador já na fase final da partida).

  Agora, todos sabem como travar o nosso jogo - FALTAS!!!! - e APENAS O TREINADOR DO BOAVISTA NOS DEFENDE - INCOMPREENSÍVEL...

  Neste jogo vergou o ponto menos forte da equipa, e pode estar aqui a chave de uma melhor ou pior classificação.

  O Vitória entrou melhor na partida, mas o Rio Ave conseguiu equilibrar minimamente as coisas. Infelizmente o jogo foi mais físico e menos técnico e aí os da casa foram mais fortes, com jogadores mais talhados para esse combate. Com Gabrielzinho, Coentrão e Diego somos fomos menos imponentes. Por sua vez, na segunda parte, o jogo foi mais técnico do que físico e aí a nossa qualidade veio à tona. Boa 2ª parte, equilibrada, mas não fiquei deslumbrado, Fomos melhores, isso sim.

  E depois há o EPISÓDIO GABRIELZINHO:
  Provavelmente a fazer o melhor jogo desde que está no Rio Ave, talvez a provar uma aposta que já todos tínhamos dado por perdida, marca o Golo do empate numa execução de alto nível, da receção, à colocação do remate, tudo polvilhado de uma tranquilidade de craque, e... e é substituído.
  O fado foi cruel para o Treinador, para lançar Galeno, tirou Gabrielzinho, pensado que tirava um jogador inferior para lançar um superior. O destino foi cruel e no final das contas retirou o jogador que estava a mexer com o jogo (a fazer a melhor exibição) e lança um que foi uma nulidade (fez a pior exibição).
  Como se isto não bastasse, o treinador adversário, vendo que tinha perdido o controlo dos acontecimentos, troca um defesa por outro e lança um médio mais recuado do que aquele que retirou. Bingo! O Rio Ave foi desaparecendo, o jogo partiu, podíamos ter feito Golo apenas em contra ataque e o Vitória chegou ao Golo de bola parada pela 3ª vez consecutiva,

  Para não bater nos defesas que certamente já sabem o que correu mal, vou só bater em quem decidiu, DA EQUIPA TÉCNICA À DIREÇÃO: SILVÉRIO FARIA PIOR?

  Perder a jogar melhor aleija mais, mas também cura mais depressa.

04 dezembro 2018

FÁBIO COENTRÃO ESCLARECE

Fábio Coentrão: «Se há clube que amo desde que nasci é o Rio Ave»

na entrevista ao jornal Record


  São afirmações importantes que não corrigem, mas completam as declarações polémicas.

  Depois de tantas afirmações polémicas fica difícil acreditar a 100%, mas prefiro acreditar neste cenário a viver com esta dor.
O Rio Ave foi a clube em que o Fábio jogou desde pequeno, em que se formou e o clube que lhe permitiu ter uma carreira no futebol. TEVE BONS PADRINHOS, MAS O RIO AVE FOI PAI.

  Infelizmente Fábio Coentrão, no meio das polémicas do futebol português, talvez por não ter a capacidade ou as características, nunca soube SER O EMBAIXADOR que o Rio Ave necessita.

  O FÁBIO COENTRÃO É O SÍMBOLO MAIOR DA HISTÓRIA MODERNA DO RIO AVE, TALVEZ O MAIOR DE TODOS OS TEMPOS E TALVEZ O MAIOR DA FORMAÇÃO.

  O RIO AVE É UM CLUBE FRÁGIL E QUE PRECISA DE SER DEFENDIDO.

  E se o Contrão for mesmo mais do Sporting, isso só espelha os 5000 sócios do Rio Ave em 74000 habitantes de Vila do Conde e nem todos são só Rio Ave. Nem dirigentes.
  Isto mostra bem o trabalho que é necessário fazer e lembro que no tempo do "Coentrão criança" o Rio Ave tinha ainda menos prestígio.

  COENTRÃO ESTÁ A LEVAR "PANCADAS DE AMOR" - SÃO O ESPELHO DA DESILUSÃO DAQUELES QUE ESPERAVAM MAIS DO FÁBIO.
  A prova disso é que o Dirigente do Ano não levou metade das "pancadas".

  COENTRÃO: "... agora deste lado, vejo o quão difícil é jogar nestas equipas".

  FÁBIO, LUTA POR NÓS!

Rio Ave 1 - 3 Sporting - TODOS NOS DÃO PAU - ADVERSÁRIOS, ÁRBITROS E ATÉ O FÁBIO

  "É COMPLICADO, NÃO É FÁCIL, TEMOS VINDO A SER PREJUDICADOS CONSECUTIVAMENTE PELOS ÁRBITROS E, AGORA DESTE LADO, VEJO O QUÃO DIFÍCIL É JOGAR NESTAS EQUIPAS."
  
   Fábio Coentrão deixou mais uma vez o coração chegar perto da boca. espontâneo, natural, honesto e verdadeiro. Mais uma vez... infeliz!

  Ele é do Rio Ave e é profissional. ANTES DA FRASE POLÉMICA deixou publicamente e em directo toda a revolta que os rioavistas sentem. Infelizmente o que disse depois traiu-o de diversas formas, no impacto e na revolta interna.
  DISSE O QUE TODOS SENTIMOS E NUNCA NINGUÉM TEVE A CORAGEM DE DIZER EM PÚBLICO, e depois acabamos todos tristes e revoltados com ele.
  Não sei se pode ser capitão da equipa. Com tão poucos jogadores a manter a continuidade seria ele ou Diego. Tem a palavra o José Gomes, o plantel e Vilas Boas. A direção perdeu qualquer moral na semana passada - uns fazem e outros são coniventes.

  Mais uma vez tivemos um jogo complicado. SOFREMOS 26 FALTAS! Ou melhor: FORAM ASSINALADAS 26 FALTAS.
  O árbitro, auxiliares e VAR não estiveram à altura dos acontecimentos e em caso de dúvida o Rio Ave saiu quase sempre prejudicado: a falta do primeiro Golo, o livre que batem rápido e não nos deixam bater depois, o jogador em frente à bola que não deixa executar, o penalti que na dúvida não se marca, a expulsão que na dúvida não se aplica, os avisos a Nani que não valeram para toda a equipa (não foi ele, foram outros). O campo inclinou com o peso do adversário e não deu para mais.
clique para aumentar - fonte: whoscored.com
  A equipa também não esteve bem. Coletivamente e individualmente o Sporting foi melhor, mas a inclinação do campo pode ter sido o fator de desempata. O Rio Ave podia ter marcado primeiro (não há falta de Diego). O Rio Ave podia ter empatado ou sair em vantagem ao intervalo (penalti sobre Vinícios). Tudo isto tem peso e retirou o brio à vitória do Sporting.
  Mesmo ligeiramente inferiores na exibição podíamos ter conseguido nivelar ou ficar por cima no resultado, até porque a nossa postura e a do adversário seria diferente.

  DIFICILMENTE PODEREMOS ATACAR OS 4 PRIMEIROS. RESTA-NOS VOLTAR A SER CAMPEÕES E FICAR EM 5º LUGAR.
  É HORA DE LIMPAR A CABEÇA, COLOCAR A FACA NOS DENTES E LUTAR PELO LUGAR QUE É NOSSO.
  Na próxima época, sem os emprestados e vendas, recomeçamos da estaca zero. Há que ficar num bom lugar para construir uma equipa tão boa ou melhor que esta.

28 novembro 2018

Não basta parecer. É preciso ser - Num organismo a sério dava demissão. No Rio Ave...

  Pessoas como esta acham que vale tudo.
  Presidentes como estes também parece que sim.
  Dirigente do Ano? É um bela anedota ao nível do extinto Embaixador do Rio Ave.
Fonte: Blogue rioavistas.blogspot.com
  Um funcionário do Rio Ave pode perfeitamente ser de outro clube, mas não o deve escarrapachar, principalemente em tempo de competição.
  Um dirigente? Um dirigente?
  Fazer um jantar um mês antes do jogo contra este adversário? Vai oferecer convites para o jogo? Vai explicar aos amigos porquê que um mês depois vai torcer para que eles percam? (se é que vai)
  Um dirigente?
  Há pessoas que podem servir tão bem e certamente melhor o nosso clube. O Sr. Alexandre Lopes não tem lugar na direcção do Rio Ave. Não se pode dirigir com um conflito de interesses desta grandeza. Foi este dirigente o responsável pela oferenda de Krovinovic ao Benfica?
  Se quiser pode ser adepto ou simpatizante. Sócio? Apenas se colocar o Rio Ave à frente de qualquer adversário (abro a execpção para os duelos com clubes dos quais também poderá ser sócio, onde tem que ser imparcial).

  Imaginem este caso num dos estarolas?
  Imaginem este caso ao contrário?
  Imaginem este caso em Braga ou Guimarães. Não deviam ser necessário 5 minutos para se demitir ou ser demitido.

27 novembro 2018

Futsal: Rio Ave 4 - 4 Viseu 2001 - O mister disse tudo "fraca, muito fraca" - o vídeo resumo com as palavras de jogadores e treinadores


Futsal: Rio Ave 4 - 4 Viseu 2001 - O mister disse tudo "fraca, muito fraca"

  Eles sabem que no Rio Ave, em 1º ou último, temos que dar mais.
  E nós adeptos, também temos que dar mais, porque à qualidade. E temos que exigir mais porque há capacidade.
  Colocamos uma equipa de futebol no topo num mundo super competitivo e não conseguimos levantar uma equipa de futsal num mundo de amadores?
  ESTAMOS A BRINCAR?
  NÃO CONSEGUIMOS DAR MAIS OU NÃO QUEREMOS DAR MAIS?

  O FUTSAL TEM QUE SE PROFISSIONALIZAR. Esqueçam as justificações... não passam de desculpas.