Páginas

18 dezembro 2017

Chaves 1 - 1 Rio Ave - Foi bom enquanto durou - Não havia mais pilhas no banco?

 Um jogo de loucos. Uma primeira parte muito interessante, principalmente para um Rioavista, deu lugar a uma segunda parte inacreditável. 
  Quem terá colocado o sabão no chão do balneário que terá provocado a lesão de Bruno Paixão? 
  Se o resultado se aceita?
  Olhando já mais distanciado temos que dizer que sim.
  Se podíamos ter vencido o jogo?
  Pela primeira parte podíamos sem sombra de dúvidas.
  Se na segunda parte não estivemos em campo?
  Não.
  O Chaves foi melhor na segunda parte?
  Sem dúvida.
  O Chaves podia ter ganho o jogo?
  Sim e até infligir uma derrota pesada à nossa equipa.
  Não jogamos na segunda parte ou não nos deixaram jogar?
  Entramos mal. O Chaves entrou melhor. Estávamos cansados e um árbitro competente (pena a competência só aparecer contra o Rio Ave) colocou-nos em inferioridade numérica e prolongou o jogo com 9 minutos adicionais.
  Quem sabe o que podíamos ter feito após o empate?
  Ninguém, mas depois de dois jogos em que viramos resultados desfavoráveis, de um jogo em que conquistamos duas vantagens em situação de empate… Eu acredito que a equipa talvez tivesse argumentos motivacionais para dividir e discutir o resultado coisa que não fizemos após expulsão.

Sem comentários: